Pastoreio #26

O nascimento da igreja

Escolhemos o livro de Atos dos Apóstolos por ser rico na narrativa do modo de atuação da igreja na terra, desde a sua capacitação pelo Espírito Santo a missão dada por Jesus. As comunidades cristãs foram organizadas para anunciar as boas novas de Jesus Cristo.

Lucas o médico, é considerado o autor do evangelho de Lucas e do livro de Atos, ambos apresentam singular escrita e são dirigidos a “Teófilo” (Lucas 1.03 e Atos 1.01). Atos provavelmente foi escrito por volta de 62 d.C., o livro relata a história da igreja primitiva de modo a nos inspirar a seguir escrevendo essa história nos dias de hoje.
“O título “Atos”, Praxeis, em grego, é um título usado na literatura grega para narrativas de grandes obras de homens notáveis. Neste caso, os holofotes estão sobre notáveis específicos, Pedro e Paulo – e o Espirito Santo”. (Fonte: Bíblia com Anotações A.W.Tozer, Ed. CPAD, p. 1291)

…a missão

A igreja de Jesus recebe poder e uma missão, os discípulos foram cheios do Espirito Santo para anunciarem os ensinamentos de Jesus por toda a parte. Igreja que não anuncia o evangelho de Cristo por toda a parte não compreendeu qual a missão da Igreja.

“O Espírito Santo desempenha um papel particularmente importante em Atos, e o autor tem o cuidado de mostrar que a expansão da Igreja para os samaritanos e gentios não aconteceu por iniciativa dos próprios cristãos, mas foi iniciada, e em seguida dramaticamente autorizada e aprovada, pelo Espírito Santo. É importante, no entanto, reconhecer que Lucas não estava escrevendo um livro sobre o Espírito Santo. Ele estava escrevendo um livro sobre a propagação do evangelho, e ele descreve o papel importante que o Espírito Santo teve nessa propagação.” (Fonte: Comentário Bíblico Vida Nova, D.A.Carson, Ed. Vida Nova, p. 1605)

Atos 1
01 Fiz o primeiro tratado, ó Teófilo, acerca de tudo que Jesus começou, não só a fazer, mas a ensinar,
02 Até ao dia em que foi recebido em cima, depois de ter dado mandamentos, pelo Espírito Santo, aos apóstolos que escolhera;
03 Aos quais também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas e infalíveis provas, sendo visto por eles por espaço de quarenta dias, e falando das coisas concernentes ao reino de Deus.
04 E, estando com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, que, disse ele, de mim ouvistes.
05 Porque, na verdade, João batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias.
08 Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra. (Tradução – Almeida Corrigida e Revisada Fiel – ACRF)

…a capacitação

Em Atos 2 podemos ler que ao nascer a igreja recebe capacitação sobrenatural do Espírito Santo. A obra da igreja não é realizada por capacidade humana, interna, nossa, antes do Senhor vem o poder para sermos a Igreja viva, poderosa e atuante.

Reforçando esse entendimento o pastor A.W. Tozer comenta:
“O cristianismo aceita a ausência de qualquer autoajuda, e oferece um poder que não é nada menos que o poder de Deus. Esse poder há de vir sobre homens impotentes como uma gentil, mas irresistível invasão de outro mundo, trazendo uma potência moral infinitamente além de qualquer coisa que pudesse ser despertada a partir de dentro. Este poder é suficiente; não é necessária nenhuma ajuda adicional, nenhuma fonte auxiliar de energia espiritual, pois é o Espírito Santo de Deus vindo onde há fraqueza, para dar poder e graça para satisfazer as necessidades morais”. (Fonte: Bíblia com Anotações A.W.Tozer, Ed. CPAD, p. 1292)

Atos 2
01 E, cumprindo-se o dia de Pentecostes, estavam todos concordemente no mesmo lugar;
02 E de repente veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados.
03 E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles.

04 E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.
05 E em Jerusalém estavam habitando judeus, homens religiosos, de todas as nações que estão debaixo do céu.
06 E, quando aquele som ocorreu, ajuntou-se uma multidão, e estava confusa, porque cada um os ouvia falar na sua própria língua.
07 E todos pasmavam e se maravilhavam, dizendo uns aos outros: Pois quê! não são galileus todos esses homens que estão falando?
08 Como, pois, os ouvimos, cada um, na nossa própria língua em que somos nascidos?
13 E outros, zombando, diziam: Estão cheios de mosto.
14 Pedro, porém, pondo-se em pé com os onze, levantou a sua voz, e disse-lhes: Homens judeus, e todos os que habitais em Jerusalém, seja-vos isto notório, e escutai as minhas palavras.
15 Estes homens não estão embriagados, como vós pensais, sendo a terceira hora do dia.
16 Mas isto é o que foi dito pelo profeta Joel:
17 E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, Que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; E os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, Os vossos jovens terão visões, E os vossos velhos sonharão sonhos;
18 E também do meu Espírito derramarei sobre os meus servos e as minhas servas naqueles dias, e profetizarão;
19 E farei aparecer prodígios em cima, no céu; E sinais em baixo na terra, Sangue, fogo e vapor de fumo.
20 O sol se converterá em trevas, E a lua em sangue, Antes de chegar o grande e glorioso dia do Senhor;
21 E acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. (Tradução – Almeida Corrigida e Revisada Fiel – ACRF)

Mesmo com tanto acesso a informação, ao conhecimento cristão e secular, precisamos ter claro em nossa mente que é o Espírito Santo quem nos leva a ter êxito na missão como igreja do Senhor. Precisamos dos dons espirituais e esses por sua vez são dados pelo mesmo Espírito.
O apóstolo Pedro cheio do Espírito Santo anuncia com autoridade a palavra de Deus trazendo esclarecimento para os ouvintes sobre o que estava ocorrendo naquele momento. Ensinar a palavra de Deus as pessoas é tarefa primordial da Igreja de Jesus.

…propaganda enganosa

Os “super pastores” fabricados pela mídia religiosa podem até vender uma aparência, uma intenção, mas sem o Espírito Santo não passam de propaganda enganosa.
A igreja de Cristo não é vitrine para exibicionismo humano, nós cristãos e principalmente obreiros de Deus devemos creditar sempre ao Senhor a honra, a glória e o louvor.

… Ele esteve no nascimento da Igreja e está até hoje!

Segundo John Stott, Pierson encerrou seu livro com um desafio comovente para a Igreja, permitir que o Espírito Santo continue sendo o guia da Igreja.
“Igreja de Cristo! Os relatos desses atos do Espírito Santo nunca foram completados. Esse é o livro que não possui fim, pois está à espera de novos capítulos a serem acrescentados no ritmo e na medida em que o povo de Deus confirma o bendito Espírito na sua santa cadeira de comando”. (Fonte: A Mensagem de Atos, John Stott, Ed. ABU, p.31)

O que é ser Igreja?

Ser Igreja (pessoas) é diferente de ser igreja (denominação ou templo), as vezes consciente ou inconscientemente invertemos os significados e valores e com isso ficamos mais propícios a erros.
A denominação ou instituição apenas organiza as ações dos cristãos que fazem parte da mesma, recolhendo os dízimos e ofertas aplicando-os em favor da evangelização, manutenção do templo, administrando de modo transparente e responsável em favor da própria comunidade cristã. A denominação dentro das suas condições financeiras mantém os pastores, missionários além de apoiar obras sociais. A instituição também responde juridicamente e civilmente perante o governo de modo a cumprir as leis do país.
O erro mais comum é quando alguns cristãos entendem que o altar de concreto do templo é o lugar “santo dos santos” e limitam-se a não subir nesse “altar” quando entendem estar em pecado. Na verdade a nossa vida (1 Co. 3.16) é o templo, o altar de Deus, ou seja, nós precisamos ter todo o cuidado para não vivermos uma santidade superficial, somente no templo, pois nós (pessoas) somos a Igreja do Senhor desde o nosso levantar ao nosso deitar.
Ser Igreja de Cristo é passar por uma mudança de mente, é moldar as nossas atitudes segundo a palavra de Deus, para isso a nossa alma precisa receber o impacto das escrituras sagradas. É através da confrontação bíblica que somos levados a um processo de santificação, quando permitimos que o Senhor faça isso.

…a Igreja compõe o reino de Deus

a. O reino de Deus é espiritual quanto ao caráter – não é territorial, não se pode achar em um mapa da terra. Alguns judeus quando receberam Jesus em Jerusalém estavam mais interessados em serem consolados, ou seja, atendidos em suas necessidades, status, terra, poder e domínio. Jesus veio para estabelecer o reino de Deus e nos preparar para o reino dos céus. Sendo assim a Igreja de Deus não foi constituída para ter posses, ser rica, dominar como os governos fazem, mas sim para preparar pessoas para serem arrebatadas por Cristo.

b. O reino de Deus é internacional quanto a seus membros – os apóstolos entendiam que somente os judeus eram chamados para esse reino, mas Jesus os envia à todos os povos. O Pai não quer que ninguém se perca, mas que todos através do crer e confessar seu filho Jesus seja salvo independente da nacionalidade.

c. O reino de Deus é gradual quanto a expansão – a missão da Igreja (anunciar o evangelho de Cristo) somente terá fim com a segunda volta de Cristo, quando a Igreja será arrebatada. Até que ocorra o arrebatamento a Igreja deve seguir testemunhando, não temos missão mais importante ou celebração mais urgente do que o anunciar o evangelho, o discipular pessoas para o Senhor.

…uma Igreja espiritual

Atos 3
01 E Pedro e João subiam juntos ao templo à hora da oração, a nona.
02 E era trazido um homem que desde o ventre de sua mãe era coxo, o qual todos os dias punham à porta do templo, chamada Formosa, para pedir esmola aos que entravam.
03 O qual, vendo a Pedro e a João que iam entrando no templo, pediu que lhe dessem uma esmola.
04 E Pedro, com João, fitando os olhos nele, disse: Olha para nós.
05 E olhou para eles, esperando receber deles alguma coisa.
06 E disse Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda.
07 E, tomando-o pela mão direita, o levantou, e logo os seus pés e artelhos se firmaram.
08 E, saltando ele, pôs-se em pé, e andou, e entrou com eles no templo, andando, e saltando, e louvando a Deus.
Pedro e João deixaram claro para o homem coxo na porta do templo que a prata e o ouro não eram a mensagem central, mas sim Jesus o Nazareno. A igreja de hoje precisa ser menos materialista, precisamos confiar menos em nós e em nossas posses e mais em Deus. Precisamos fazer mais propaganda dos céus que da terra!
Hoje existem os “coxos” que continuam pedindo ouro e prata, e o mais terrível é que muitas igrejas prometem o ouro e a prata em nome de Deus, enxergando somente as coisas terrenas e por isso não contemplam mais a glória de Deus levantando os coxos da vida.

A Igreja é projeto de Deus, não desistamos uns dos outros, pois Jesus não desistiu de nós!

Mateus 16.18 Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;

 

2016 O Ano da Igreja
sendo uma igreja bíblica e relevante

 

Serviçal da Igreja
Ronildo Queiroz

#Orientação Pastoral 18 – Faça o que eu mando e não o que eu faço
Pastoreio #27
Menu